terça-feira, 29 de março de 2011

Zé Guerra na poesia popular


Zé Guerra fundou com os poetas Zilmar de Sousa, Geraldo Silva e Zé Inácio e demais convidados o programa de rádio Brasil caboclo, na radio Riomar de Manaus:
http://www.riomaronline.com.br/
Este programa ainda vai ao ar todos os sábados a partir das 19:00 com a apresentação de Zilmar e Zé Inácio.

Poeta Ary Teixeira canta Caçula do patrão.

video
Ary Teixeira canta uma de suas obras primas, Caçula do patrão. Essa é a original!

Uma Homenagem a Zé Guerra

video
No aniversário de Marcos Aurélio (março de 2010), os poetas Rosaneto e Xexéu prestaram homenagem em versos a Zé Guerra.

Imagens da arte do repente

As imagens aqui postadas foram coletadas em páginas da internet, caso alguém deseje reivindicar direitos autorais pode postar os créditos ou requisitar sua exclusão desta  página.  Este blog não tem fins lucrativos, pois tem por única finalidade, a conservação da história de um homem que, deu sua contribuição para a poesia popular nordestina. Grato pela compreensão.








Um dos maiores ídolos de Zé Guerra foi este sr. com a violinha branca,  imortal Ivanildo Vilanova.



Zé Guerra canta com Fontenele

 Uma cantoria em Santarém do Pará

Capa do único Cd de Zé Guerra




domingo, 13 de março de 2011

Zé Guerra Baluarte do repente nordestino que fez história no Norte
Poeta Pedro Félix já falecido foi um dos grandes parceiros e amigos.
Pais do poeta Sr. Francisco Fernades e Dona Cândida
Cantando com o poeta Fontenele

Com os netos em Maracanaú Ceará onde morou

Com os primos eos tios em Presidente Dutra Maranhão lugar onde também morou e faleceu
Em São Paulo com a sobrinha nos braços

Sua estadia em Santarém do Pará

Zé Guerra

Este blog é uma homenagem a José da Guerra Dantas, mais conhecido como Zé Guerra, nasceu em 06 de março de 1949, poeta natural de São João do Rio do Peixe Estado da Paraíba, faleceu em 11 de janeiro de 2000, vítima de uma forte descarga elétrica ocasionada por uma bomba d'água. O blog é uma iniciativa de seus familiares para manter viva a memória de um dos maiores representantes da poesia popular do nordeste do brasil. Zé Guerra morou durante muito tempo na região norte divulgando com outros poetas a poesia popular nordestina dos poetas cantadores fundou programas de rádio em Santarém do Pará (Rádio Rural) e em Manaus no Amazonas (Rádio Riomar).
Sua primeira cantoria aconteceu aos 17 anos de idade em Nova floresta Estado do Ceará com o violeiro Chico Targino, a partir de então teve início a sua saga como cantador repentista. Saiu em primeira viagem como cantador no dia 21 de junho de 1969. Em julho de 1970 se dirigiu juntamente com seus familiares (pais, tios, primos e esposa) para o município de Loreto de Balsas no Maranhão. No ano seguinte 1971 no mês de julho segue novamente com todos os familiares pra outro município, Presidente Dutra no mesmo Estado. Passou um período em São Paulo cantando com alguns repentistas que se encontravam na capital bandeirante. Em 1981 retorna ao Maranhão e em seguida seguiu com os familiares para o Estado do Pará. Por volta de junho de 1981 começou o programa na Rádio Rural de Santarém, com o poeta Pedro Félix de Moura. No ano de 1984 seguiu em busca de novos caminhos para a cidade de Manaus capital do Amazonas, matando a saudade de cantoria e repente dos filhos de nordestinos que ali haviam se estabelecido. Lá fundou juntamente com Zilmar de Sousa e Zé Inácio o programa Brasil Caboclo, com grande audiência e ainda hoje levado ao ar pelas ondas da Rádio RIO MAR e também apresentou programa na Rádio Nacional de Manaus.